Páginas

quarta-feira, 11 de julho de 2012

De Empregado a Patrão - Depoimentos do "Sr. Foda Low Cost"

   Olá pessoal reuni dois comentários do "Sr. Foda Low Cost" feitos no post de "De empregado a Patrão" publicados no ultimo Domingo, achei tão interessante os comentários que pedi a autorização dele para transforma-los em um post sobre o empreendedorismo, para assim quem estiver interessado no assunto possa dar uma opinião.
Os dois comentários seguem abaixo:

Comentário nº 1
   Negócio de internet parece ser fácil, mas é preciso investir pesado em publicidade para ter algum resultado, já tentei mas preferi recuar, pelo menos no ramo que eu trabalho é difícil competir com as grandes. Loja virtual vai bem quando é um braço de uma loja física, isso passa confiabilidade do negócio pra vem vai comprar. Difícil alguém confiar em comprar em uma loja virtual pouco conhecida e sem sede física... com tanta loja fake por ai, acabam optando pelas maiores. Fica essa experiência como dica.
   Hoje eu foquei totalmente em distribuir o produto (que tenho acesso comprando das fábricas) vendendo diretamente nos pontos de vendas em quantidades pequenas (para o volume dos comerciantes) e atendendo encomendas deles (é atrativo pra eles que mesmo pagando mais caro de mim não precisam investir inicialmente capital no produto, deixar lá parado na prateleira)... Também tenho clientela de consumidores finais muita gente que esta me conhecendo no boca a boca.
   Também estou trabalhando isso paralelo ao meu trabalho e com poucas horas em alguns dias me dedicando a isso já estou conseguindo tirar 2K ou 3K por mês (lucro liquido sendo em média 30%, 40% do vendido bruto) sendo que no começo do ano eu só tirava uns 700, 1000 reais, vinha a pelo menos três anos patinando nisso. Aos pouco estou conseguindo mais clientes, já tenho alguns fieis que compram comigo há anos, antes eu via o que fazia só como complemento de renda, era meio moleque ainda, hoje eu vejo que posso viver disso.
   Quando estiver faturando com regularidade lucro na faixa de 10K vou formalizar o negócio, planejo dentro de um ano. Agora que estou conseguindo fabricar parte do que vendo vai ser mais fácil ainda crescer rápido. Acho que o foda no Brasil pelo que vejo até no exemplo do Corey é o cara ser comerciante, com margem baixa, custos altos e muitos impostos... o cara trabalha pra tirar umas migalhas do faturamento bruto.
   No caso de um fabricante ou distribuidor pode ser diferente, fabricante pode colocar mais de 100% de margem em muitos casos, distribuidor não tem muitos gastos... Fora que não tem jeito... como moro em uma região que tem muitas pequenas empresas aqui em Sampa... Pelo que observei todos pequenos empresários aqui quando começam seus negócios começam na informalidade isso na fase de emcubadeira, se dar certo formaliza ''parte do negócio'' enquanto são minúsculos, com o tempo a medida que estão capitalizados e consolidados formalizam totalmente.
   Eu por exemplo se tivesse começado negócios formais teria quebrado dois, perdido muita grana e ficado sem emprego!! Patinei uns 4 anos, testando uma coisa e outra, ganhando merrecas pra só agora parece que achei meu nicho, vamos ver!! Estou confiante. Também acho besteira querer viver de dividendos de bolsa ou se matar de estudar pra ser funcionário publico.
   Pra mim investimento é pra proteger o patrimônio ganhando um troco a mais. Não é fácil mas um cara que tem educação financeira quando acerta um negocio na veia faz 1 milhão rapidinho. Sr. Foda Low Cost.
Comentário nº 2
   A maioria das empresas no Brasil QUEBRAM é verdade, mas vão lá olhar o motivo da grande maioria das empresas quebrarem. Vocês sabem??? Se resume em grande parte a tão conhecida (por nós) falta de educação financeira.
   Negô mistura as contas da empresa com a pessoal, administra as contas da empresa com a mesma ''analfabetês financeiras'' que com as suas finanças pessoais!! Faz alavancagem se achando empreendedor norte-americano!! Eu senti isso na pele, não faz muito tempo!! Fui gastando grana que deveria ter ido pra pagar os fornecedores achando que iria recuperar dentro do prazo e me enrolei todo :) sorte que como não tinha firma aberta por isso nem tinha grande capacidade de alavancagem tive um freio que me custou só alguns meses para me recuperar (sacrificando meu salário), foi onde busquei me educar financeiramente e depois cai pra aprender investir minhas economias. 
   Um exemplo clássico de empreendedor brasileiro; Um amigo meu montou uma academia de ginástica, desenvolveu bem, cresceu, tem muito conhecimento técnico do negócio, começou a faturar na casa de 25K por mês com só uns 7K de gastos fixos e operacionais!! O que o imbecil fez??? Começou a viver como jogador de futebol gastando 20K por mês!! Só que nos meses de inverno (São Paulo tem considerável frio) o movimento cai menos da metade, pra ajudar ele teve gastos inesperados (pessoais e da academia) e uma nova academia na vizinhança com preços agressivos.
   Ele quase quebrou porque não entendeu que estava em negocio sazonal e não guardou grana pra vacas magras, pra reinvestimentos, manutenção. O faturamento dele caiu pela metade, mesmo assim sobrava uns 5K, teve imprevistos que superavam esse valor não seria nenhuma tragédia se ele tivesse grana guardada pra segurar alguns meses. Mas olhem como uma academia de bairro é um negocio bom.
   Esse meu amigo investiu uns 50K em aparelhos muitos de segunda mão. Alugou um lugar por uns 2K mês. Gastou 5K pra reformar. Contratou dois professores por 3K. Paga uns 2K em água, luz, telefone, internet, contador, limpeza. Gasta uns 7K por mês fixo. Tem uns 350 alunos pagando 70 reais = 25K mês Olhei uma espécie de ''balanço'' dele nos dois últimos anos ele teve faturamento bruto anual perto de 240K com 90K de gastos. Sobrou na faixa de 150K. Em média 12,5K mês. Poucos aqui conseguem tirar uma grana dessa limpa por mês. Muito menos ele que só tem formação em educação física.
   Agora imaginem um investidor frugal com 150K anuais na mão??? Em 5 anos chega no milhão. Lógico que esse não é um negócio pra qualquer um!! Mas como esse existem muitos e muitos outros por ai. Por isso não se prendam a taxas de 1% ao mês, ou montar franquias que pagam taxas de retorno de 5% ou lojas com custo operacional alto com margem miseráveis. 
   No Brasil ninguém sobrevive com margens baixa infelizmente isso em micros, pequenas empresas ou entra pra ganhar 50%, 100% bruto ou nem entra na minha opinião, pra ficar vivendo de prolabore como se fosse funcionário. Conheço outros exemplos de gente que ganha "muita grana" (180 a 240K ano limpo) com empresa de detetização, lanchonete, salão cabeleireiros, o problema é que poucos têm educação financeira.
   Penso em ir trabalhando esse meu negócio aumentar em 6 vezes o lucro que tenho com ele que tem muito mercado pra crescer aqui na região. Dentro de 5 anos mantendo a frugalidade fazer uma reserva financeira de perto de 1M e depois de estar com minha vida financeira particular assegurada, partir em transformar o negocio particular em uma empresa me arriscando mais pra tentar ficar Rico de verdade.
   Mas enquanto isso é foder barato e jornada dupla buscando mais clientes. Sr. Foda Low Cost.

   Esta ai dois comentários sinceros que mostra os desafios e as oportunidades de Empreender um negócio aqui no Brasil, o mais importante de tudo é que com uma boa idéia + organização, trabalho e um mínimo de educação financeira se vai longe. 
   Mas uma coisa é certa, fazer investimentos com uma boa dose de empreededorismo poderemos acelerar e muito a nossa independência financeira.
   Mas para quem acha que empreender é muito arriscado, ou gosta de ter patrão essa figura abaixo será bastante estimulante. Um abraço a todos.

51 comentários:

  1. Interessante os posts caçador,

    Eu realmente quero abrir um negócio. No entanto, não sei ainda o que. Achei interessante algumas lanchonetes e restaurantes. Também fiquei impressionado com algumas lojas de artigos específicos de tribos urbanas.

    Mas como o cara ai falou, desafios sempre tem, o que falta é educação financeira.

    Uta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola estagiário, sem duvida uma loja de artigos para tribos urbanas é uma tipo de negócio altamente promisso além do que a concorrência ainda é baixa, e uma das maneira de vender estes artigos seria através de uma loja virtual, que possui uma vantagém de o investimento inicial ser baixo.
      Desejo sucesso.
      Um abração!

      Excluir
    2. Obrigado pelos créditos Lord!! Faz um teste lá no Mercado Livre dos produtos que vocês pensam em trabalhar, se não vender por lá não vende em lugar nenhum, o fluxo lá é muito bom mesmo. Agora mesmo estou negociando entrega com um cara que me conheceu por lá. Foda Low Cost

      Excluir
    3. Que nada eu que agradeço pelos comentário.
      Esta ai o que a troca de ideias pode fazer, pois eu mesmo não sabia disso, pois nunca tive a curiosidade de entrar no mercado livre, vou fazer uma pesquisa sonre isso, valeu pela dica.

      Um abração!

      Excluir
    4. O que o Foda Low Cost disse é verdade.
      Se não vende no Mercado Livre, não vende em lugar nenhum.

      Já pensei em abrir uma loja virtual, mas ainda não estou seguro com relação a isso, mesmo sendo da área.

      Acho que o maior problema de se abrir um negócio é identificar o público e especificar o que irá fazer.

      Uta!

      Excluir
    5. Leia o Livro "A cauda Longa" de Chris Anderson que trata justamente disso identificar o nicho de mercado, tem uma versão em quadrinhos que muito legal de ler, procure na saraiva.

      Excluir
  2. Vc já pensou na hipótese de fazer assim, Lord?

    Vc cria a empresa do nada, estrutura, deixa lucrativa e vende.

    Acredito que dê para ganhar uma boa grana assim.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Eike, é mais ou menos isso que o Corey esta fazendo, comprando uma empresa para vender depois.
      Pense nisso pois é uma forma de acelerar a nossa independencia financeira.

      Um abração!

      Excluir
    2. Isso é coisa do Eike de verdade, huahauhaa

      Um empreendedor de verdade, na minha humilde opinião, só venderia seu negócio se fosse pra abrir outro maior e mais lucrativo.

      []s!

      Excluir
    3. Isso de compra e vender empresas é muito mais comum que você imagina, por exemplo o Banqueiro André Esteves do BTG Pactual comprou um monte de empresas para depois de valorizar vende-las. Mas geralmente quem faz isso são os grandes empresários, mas com pequenas empresas é mais dificil de acontecer.

      Excluir
  3. realmente muito legal os dois depoimentos, o primeiro ajuda a colocar os pés no chão e mostrar que as coisas não são tão simples qto a maioria imagina/sonha, lembra os textos do Corey falando sobre negocio proprio.

    o segundo entra no ponto que eu sempre insisto: educação financeira! Ela pode ajudar nossa vida pessoa E nossa vida empresarial qdo resolvemos seguir por esse caminho.

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Ostra!
      Bem o primeiro texto mostra os desafios de montar o proprio negocio, pois nem tudo é um mar de rosas, mas que com um trabalho bem feito pode-se chegar lá.
      Ja o segundo texto, mostra que mesmo tendo um negócio bem sucedido, o empresário poderá botar tudo a perder caso não se prepare para usar o dinheiro com sabedoria, pois mesmo faturando muito o cara pode torrar toda a grana com farras.

      Um beijão!

      Excluir
  4. Parar de Trabalhar12 de julho de 2012 09:25

    Sou fã do Foda Low Cost! Excelente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esta ai um cara que poderia montar um blog.
      Pois no meio de tanta besteira, poderiamos ter informações úteis.

      Excluir
  5. Low Cost, tem montar um blog. Suas análises são muito boas. Rumo ao milhão!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim ele deveria montar um blog, pois a na nossa comunidade faltaria mais pessoas que falem sobre o empreendedorismo, pois atualmente só temos o Corey.

      Excluir
  6. Quem quiser viver como jogador de futebol, gastando tudo, torrando na night com as panicats vai se ferrar. Dinheiro não respeita quem não o reinveste.

    Todo mundo quer viver bem, curtir umas sacanagens, mas temos de saber que existem outras coisas na vida. Eu aprendi sobre educação financeira depois de velho, com mais de 30. Acho bacana ver a garotada de 20 e poucos buscando ganhar grana na bolsa e em outros lugares.


    Infelizmente, somos a minoria das minorias, não há gente disposta a conversar sobre dinheiro, como se fosse algo errado ou criminoso falar de grana. POr isso valorizo a galera dos blogs financeiros, já que é aqui que podemos trocar boas ideias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim realmentente somos uma pequena minoria, pois se você for falar sobre estes assunto com colegas de trabalho, eles vão rir de você, e ainda vão te chamar de pão duro, pois grande parte das pessoas sucumbe ao consumismo,para fingirem ter estatus, pois para elas o que importa são as aparências.

      Excluir
    2. Lord, se vc conseguir o programa da Fátima Bernardes de hoje, vc vai ver muita coisa errada do povo.

      Excluir
    3. Fatima Bernades KKKKK to fora Eike, dificilmente assito a TV aberta, a unica coisa que acompanho é a "Febre do Ouro" na Discovery, mas ja imagino o que vc quer dizer, é por isso que o povão sempre serão pobres.

      Excluir
  7. Olha, estudar para concurso é uma alternativa interessante também. Com dois anos de estudo sério é posssível ter um cargo legalzinho, que pague uns 5 k por mês. Tudo depende da estratégia de vida de cada um.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A verdade é que nenhum emprego vai te dar o dinheiro que você vai ganhar se acertar um negocio na veia!! Não vale a pena tocar negócios onde você ganhe o mesmo que ganharia trabalhando de empregado. E isso é relativo pra cada um. Pra um professor de academia que ganha 1500 por mês vale a pena ter uma academia própria pra tirar seus 10 ou 15K pra um cara concursado top que ganha 15K não vale pela estabilidade que ele tem, mas na minha opinião um cara que passa em um concurso desses tem condições de desenvolver um negocio que fature na faixa dos milhões por ano. Sr. Foda Low Cost.

      Excluir
    2. Bem no meu caso fiz muitos concursos inclusive fui 1º na Marinha a quase 10 anos atrás e depois fui 6º na casa da moeda, mas os salários de lá não compensaram e pulei fora, hoje trabalho na iniciativa privada a nas horas vagas sou investidor, mas sei que para acelerar o processo de independência financeira vou precisar dar o pulo do gato, que é abrindo a minha empresa.

      Excluir
  8. Eu achava que a vida era correr em busca de sacanagem, era batalhar pelas panicats. Mas isso só me fez gastar muito....

    É preciso saber viver, ter paciência, economizar e comprar aitvos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bom curtir uma sacanagem de vez em quando, mas desde que isso não cause danos ao nosso bolso, pois o dia seguinte poderá ser dolorido kkkk.
      Conheço gente que curti a vida sem limites e depois fica pedindo dinheiro emprestado, e assim só vivem enrolados.

      Excluir
    2. Tá pedindo um post sobre as pessoas que faliram por causa da sacanagem.

      Excluir
    3. Põ nem precisa de post, é so estuda a vida de um monte de Jogadores de Futebol, Pagodeiros etc...
      Dizem que o Tal do Cumpadi woshington do "É o Tcham" esta fálido, pois quando ele tinha grana dava de presente para as amantes carros de luxo.

      Excluir
  9. Bom dia!

    Excelentes textos do Sr. Foda Low Cost! É bem por aí mesmo o que acontece, acredito que quem tem educação financeira já sai na frente da grande maioria do povo que se aventura em empreender. Esses casos de gente que monta um negócio, bomba e depois quebra são mais comuns do que se imagina, e inclui até empresas grandes.

    Acho que o mais importante dos textos é quando ele citou a montagem de franquias ou negócios cujo retorno é pífio. Esses negócios são maioria, deve-se garimpar um negócio que seja rentável. Franquia, na minha opinião, só vale a pena pra fazer B&H, qd vc quer um negócio não muito trabalhoso e esteja disposto a abrir mão de rentabilidade eleva.

    Qd eu criar "coragem" vou falar mais a respeito disso.

    Abração a todos!

    Corey

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O empreendedor tem que entender que o negocio dele que esta bombando em um momento provavelmente não vai ser a vida inteira daquele jeito. Que ele deve aproveitar esse momento chave pra se capitalizar não passar a viver que nem jogador de futebol. Tenho exemplos próximos. O que saquei observando capitalistas bem sucedidos é que eles seguem um padrão. Nos primeiros anos que estão com um negocio dando certo eles simplesmente se mantinham na frugalidade, nem no negocio investem tanto, acumulam uma fortuna. Nesse momento alguns escolheram diminuir o ritmo, ficar em negócios menos trabalhosos e aproveitar a grana, já outros com uma boa segurança financeira pra vida toda e bala na agulha pra investir partiram para expandir o negocio e virarem ricos de verdade com negócios faturando na casa das dezenas de milhões de reais por ano, mas nunca investindo tudo que tem numa tacada só. Foda Low Cost

      Excluir
    2. Oi Corey beleza, esse assunto sobre empreededorismo é tão facinante quanto o assuntos sobre investimentos, eu cheguei a pensar em abrir uma franquia, mas percebi que o franqueado seria apenas ser mais um empregado, tendo que trabalhar dentro dos padrões do franqueador em troca de uma comissão apenas.
      O ideal é investir e poupar para aumentar o bolo até ter uma boa segurança financeira para ai sim depois alçar voos mais altos como disse o FODA LOW COST.

      Excluir
    3. Os empreendedores de mais sucesso que conheci nunca investiram todo o retorno da empresa nela mesma, todos buscaram outras alternativas: imóveis pra aluguel, outros negócios de ramos diferentes, etc. Isso é o certo! Diversificação serve pra tudo nessa vida. Imaginem como estará hoje um cara que em 2003 tinha uma rede de lan houses? Provavelmente estará quebrado.

      Não descarto totalmente as franquias, aliás eu penso nelas com carinho. Seria uma forma de ter uma ocupação, manter o patrimônio e ainda ganhar uns trocos, é como eu disse, um B&H empresarial. Agora, querer ganhar rios de dinheiro com franquia é complicado...

      Excluir
    4. Eu pesquisei uma série de franquias em busca de um negócio próprio... inclusive fiz algumas entrevistas com as franqueadoras...
      Concluí que, quem ganha dinheiro de verdade é a franqueadora... Os franqueados ganham muito pouco e assumem todos os riscos...
      Começar a empresa do zero ou comprar uma pronta é muito mais negócio!

      Excluir
    5. Corey: imagina o dono de uma Locadora de Video dos anos 80, quando começou a febre dos video-cassetes, hoje tem ex-dono de locadoras vendendo fitas de video a kilo.

      Max: Isso vai de encontro com o que eu disse acima, pois ser franqueado e como se fosse um empregado disfarçado, pois como você mesmo disse fez até entrevistas, e no final você só ganha uma comissão do que vendeu e segura toda a parte dos impostos e burocracia.

      Excluir
    6. Caçador, sou um admirador do seu blog!
      Mas cuidado com o português, sua frase teve sentido oposto ao desejado.
      De encontro = oposto ao que falei
      Ao encontro = como eu disse.
      Abraços, continue com o excelente blog =)

      Excluir
  10. Belo texto com excelente exemplo. Alem a disciplina financeira comentada, um grande ponto aqui eh o risco. Eventualmente nas conversas que tenho com amigos, onde o tema passa a ser dinheiro eu faco a pergunta: O quanto de risco vc esta disposto a aceitar.
    Achar que ficar como simples assalariado e querer ter vida de rico eh complicado. Todos os grandes milionarios, em algum momento da vida correram riscos. Quem arrisca tem sim o direito de tar uma renda muito maior que os outros, afinal de contas, o empresario quebra, o empregado apenas perde o emprego...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Investir em um negócio próprio é muito mais arriscado do que investir em ações, mas dando tudo certo, o retorno será muito mais alto. Eu acho que vale a pena, pois eu fico imaginando quanto que o dono da empresa ganha em cima do meu trabalho, e ainda tem o lado ruin de ficar dependendo da boa vontade do chefe, para crescer profissionalmente.

      Excluir
  11. Um fator que deveria ser comentado é a qualidade de vida do empreendedor. Muitos investem para ter mais tempo para a familía etc. Montar uma empresa exige quantas horas diárias de dedicação?? Após os 4 primeiros anos,é possível contratar um gerente para auxiliar ?? Trabalhar mais de 12 horas por dia não é para qualquer um.


    Esses fatores também devem ser analisados. O Corey, por exemplo, quer voltar a ser empregado.

    Eu gostaria de entrar como sócio de uma academia, já malho há anos, sei como os professores atendem mal, não há NENHUMA orientação nutricional.Os alunos não recebem nenhuma informação sobre o que comer, quando comer etc. Os que não veem resultados vão embora. Acredito que um sócio capaz de entender a clientela pode ajudar a diminuir a sazonalidade desse tipo de negócio.

    Por último, o Foda Low Cost tá devendo um blog pro povo.Ele tem textos bons e ideias boas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prometo que vou tentar montar um blog, meu problema é tempo mesmo. Trabalhar com sócio é bem difícil ein!! Tem que dar muita sorte de encontrar um sócio bacana que role um entrosamento perfeito. Tenho cada exemplo que chega a me dar calafrios... Desde sócios que limparam a conta da empresa com milhões de reais de clientes e fornecedores e sumiram para o exterior largando a divida pra quem ficou!! Até os mais comuns desde as brigas clássicas por achar que o outro esta trabalhando menos, um ter educação financeira outro não ou idéias divergentes quanto a como administrar os negócios, ou não realizar os aportes no negocio conforme combinado... Agora imagina você dono de uma academia com pelo menos 400 alunos tentando dar atenção personalizada pra cada um!! Marombeiro bem sucedido ou paga personal ou corre atrás da informação, a academia deve mostrar os caminhos para os iniciantes, não da pra dar atenção personalizada pagando mensalidade normal.

      Excluir
    2. Mas o Sr. Foda deu um bom exemplo sobre a academia, em que o dono contratou 2 professores, e pode ser sim uma boa saída no futuro, mas no inicio o Dono deve ficar a frente do negócio, até pegar o jeito da coisa, para depois contratar um gerênte.
      Também sou contra a sócios, pois me lembro que na firma do meu pai, tinha 2 socios que roubaram a empresa, e o terceiro sócio era amante da secretária e isso é péssimo para os negócios.

      Excluir
    3. Pode-se contratar uma nutricionista. A mulherada quando começa a ficar gostosa passa amar a academia.Mas para isso elas precisam saber se alimentar de 3 em 3 horas, precisam saber usar aminoácidos antes e depois dos treinos etc. Um nutricionista agrega milhares de reais a uma academia.

      Conte as histórias de sócios ladrões , sim. Nem tudo na vida são flores. Todos vamos ganhar sabendo dessas falcatruas, pois assim evitaremos ganhar uma paulada dessas.

      Low Cost, o povo tá cobrando, tem de fazer um blog. Um abraço

      Excluir
    4. Po eu ja contei várias, mas eu tenho outra que vou contar no futuro, pois ando sem tempo, mas uma coisa eu digo...fuja de sócios.

      Excluir
  12. Aí, Caçador, a bagunça lá no pobreta começou com o povo delirando por causa da sacanagem e das panicats. Vale a pena fazer um post sobre as pessoas que foram à falência por causa de sacanagem. Muitos pensam que motel é grátis, que a vida é só prazer!!!Posts com histórias de falidos vão fazer o povo acordar um pouquinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Justamente por isso ''Surubão'' eu uso o nick de ''foda low cost'' hoje em dia as mulheres inflacionaram muito o acesso a elas o homem que quiser acumular grana tem duas opções 1 - Entra para o time do Pobreta abrindo mão de ter mulheres pra conseguir juntar uma boa grana ou 2 - Desenvolve maneiras de ser atraente e pegá-las sem precisar ostentar ou bancar que é o estilo de vida que eu sigo. O Lord pelo visto é um fode low cost life style também porque anda de tremzão e namora uma loira gostosa kakaka Surubão na época que eu não tinha namorada fixa eu tinha estratégia de ir aos cabarés e xavecar as primas pra conseguir alguns telefoninhos pra comer por fora sem pagar o programa. É mais fácil do que se possa imaginar, putas geralmente são de outros estados não conhecem nada e ninguém na cidade, tem a moral baixa e se sentem carentes. Chega um cara novo, em forma e educado a tratando com uma mina comum e não uma puta a convidando pra ir em rolês, praia, baladas, ensaio de escola de samba elas topam rapidamente... Assim você sempre vai ter uma gostosa a disposição pra te dar quase sempre que você queira. Se você pegar aquelas putas que vivem em fletes ou moram sozinhas ou com outras putas você não vai gastar nem com motel. Vai ter um investimento inicial de levar ela em algum lugar, tipo na Lovestore (balada de puta em sampa) mas depois você vai ter uma gostosa que cobra 200 ou 300 a hora dando noitadas de sexo grátis pra você. Agora a sua teoria de ‘’casar’’ com puta pra comer as amigas eu nunca consegui quando você esta saindo com uma puta ela tem ciúmes de você como qualquer outra mulher, ela acha que você é namorado dela... Porque na cabeça delas o que ela faz cobrando é trabalho não é putaria como o que você quer fazer. Abraço!! Sr. Foda Low Cost

      Excluir
    2. Rapaz tem muitas mulheres dando sopa, basta ir aos shoppings que tem muitas lindissimas que andam com Homens feios e pobres, essa história do Pobreta é esquisita, pois não precisa de muita grana para se divertir com uma mulher, e garanto que ele deve gastar mais com bebidas do que com mulheres.
      Pô basta ele divulgar o valor que ele diz ter investido que a mulherada vai cair em cima dele, agora se continuar assim poderá ficar até com 1 milhão no bolso, mas beirando os 50 anos de idade sem pique e broxa.

      Excluir
  13. Muito cara viaja na maionese e quer imitar jogador de futebol. MAs jogador ganha 300, 500 k por mês.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é imagina o cara com 1 milhão e recebendo os 6% de dividendos por anos (que é um valor padrão) isso dá uns 60 mil por anos ou 5 mil por mês, o que não é muita coisa, para uma vida de jogador de futebol.

      Excluir
  14. Muito cara já foi a falência por não saber gerenciar a sacanagem. O dinheiro, hj, está em primeiro lugar. O homem deve andar na linha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem o grande exemplo do compadre washington do "É o tcham" que ganhou muito dinheiro e hoje esta na merda, pois gastou tudo dando carros de luxo para as amantes.

      Excluir
  15. Mais um blog que começa com um tema e os comentarios partem p a baixaria nada a ver com o post, se permitir isso amigo Caçador, seu blog vai viraf pobretao 2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vai não!!! pois basta um unico sinal de troll que coloco moderador.

      Excluir
  16. Belo Post... E.F. é fundamental tanto para empreender como na vida pessoal !!!

    ResponderExcluir